Os benefícios da prótese fixa unitária

Canal Saúde

Tratamento permite que a pessoa recupere a autoestima, voltando a sorrir, mastigar e falar com naturalidade

É ótimo poder recuperar a confiança ao sorrir, mastigar e falar. Com as próteses fixas unitárias, qualquer pessoa pode ter este prazer, recuperando sua autoestima. Esta técnica consiste na restauração total ou parcial da coroa de um dente, visando a restabelecer o sistema mastigatório e a estética e evitar problemas como desequilíbrios nos músculos e articulações da mandíbula. A prótese é indicada para substituir uma grande restauração quando não restar muita estrutura e para restaurar dentes enfraquecidos por fraturas, descoloridos ou deformados, comprometidos ou submetidos a tratamento de canal.

Segundo a especialista em Prótese Dentária Cláudia Rosestolato, a princípio não há necessidade de tratamento de canal dos dentes de suporte. “O melhor elemento de suporte é aquele dente mais íntegro na sua estrutura e com as gengivas e a polpa sadias. Porém, se há dúvidas quanto à saúde da polpa, indica-se o tratamento de canal.”

O núcleo, ou pino intracanal, é colocado na raiz do dente para dar ancoragem e resistência à prótese. Em seguida, o dentista prepara o molde da coroa, escolhendo a cor exata que combine com a coloração dos demais dentes. Enquanto a coroa é confecionada num laboratório, o paciente recebe uma provisória, removida quando a definitiva fica pronta.

Este tratamento é importante para que a pessoa tenha sua dentição completa. Quando um único dente perdido não é substituído, ocorre um desequilíbrio no sistema mastigatório que pode resultar em problemas na fala, disfunção na mandíbula, alteração nos músculos da bochecha e movimentação dos outros dentes. Além disso, a falta de um dente pode prejudicar a higienização, comprometendo a saúde bucal e sujeitando a pessoa a problemas como gengivite, cáries e tártaro.

Quando bem desenhadas e bem adaptadas, as próteses fixas unitárias comportam-se como dentes naturais na sua limpeza e exigem do paciente os mesmos cuidados, isto é, boa escovação na técnica e no tempo corretos, complementada pelo uso do fio ou fita interdental. Aconselha-se, ainda, visitas periódicas ao cirurgião dentista.