Combatendo a infecção urinária

Canal Saúde
Fabiano Gomes
Gino Mannucci: infecção urinária pode evoluir para problemas renais se não for tratada
Gino Mannucci: infecção urinária pode evoluir para problemas renais se não for tratada

Conheça os sintomas e tratamentos para este problema que pode causar dano aos rins

Quando acontece ardência na hora de urinar e a pessoa sente vontade de ir ao banheiro diversas vezes seguidas, pode ser infecção urinária. O problema - que leva muita gente aos consultórios médicos - é mais frequente entre as mulheres, por causa da presença no organismo da bactéria Escherichia coli. Como a distância entre a bexiga e a saída da uretra é menor no organismo feminino do que no masculino, na mulher é mais fácil que esta bactéria percorra o caminho entre os dois órgãos, favorecendo a infecção. No sexo masculino, a proporção de casos é maior após os 60 anos de idade, por causa dos problemas de próstata e outras afecções.

Como o sistema urinário é dinâmico, o hábito de “prender” a urina é prejudicial ao organismo porque favorece as infecções. Este risco é especialmente grande nos pacientes com cálculo renal. Também costuma haver uma incidência maior de casos durante a gestação, quando o útero, aumentado, pode comprimir o aparelho urinário, dificultando sua drenagem. Além da sensação de ardência e urina com cheiro forte, podem ocorrer febre e calafrios. Nestes casos, caracteriza-se a infecção urinária alta (pielonefrite).

Em caso de suspeita da doença, é necessária a avaliação de um nefrologista. Este acompanhamento médico é fundamental: já existem várias infecções que não respondem a antibióticos comuns, pois algumas bactérias se tornaram resistentes. Também há casos de infecções de repetição (mais de duas ocorrências por ano), que devem ser bem investigadas e devidamente tratadas para evitar que o paciente evolua para um quadro de insuficiência renal. Tão logo o problema ocorra, procure um especialista.

Contato: 2722-6588