Mas que bela presepada!

Canal Entretenimento
O jornalista Antônio Filho montou seu presépio com bonecos Playmobil, uma paixão de infância. Parte das peças foram compradas pela internet após quatro anos de pesquisa
O jornalista Antônio Filho montou seu presépio com bonecos Playmobil, uma paixão de infância. Parte das peças foram compradas pela internet após quatro anos de pesquisa
O jornalista Antônio Filho montou seu presépio com bonecos Playmobil, uma paixão de infância. Parte das peças foram compradas pela internet após quatro anos de pesquisa

Com muita criatividade, campistas mantêm tradição de montar o cenário do nascimento de Jesus

A imagem do presépio traz à tona o verdadeiro sentido do Natal. Antes de ser um momento para presentear os amigos e parentes, o 25 de dezembro marca o nascimento de Cristo. Montar pequenos cenários que recordam a chegada do menino Jesus na manjedoura é uma tradição que começou em 1223 pelas mãos de São Francisco de Assis. O frade italiano montou as peças em argila na floresta de Greccio. Sua ideia era explicar às pessoas mais simples o significado da data. No Século XVIII, a tradição se popularizou pela Europa e logo se espalhou por outras regiões do mundo, chegando ao Brasil.

Os presépios podem ser de diferentes tamanhos e materiais – vão desde as peças gigantes que a Prefeitura de Campos monta todos os anos na Praça São Salvador até pequenos personagens esculpidos em madeira, que cabem num tabuleiro. Neles, não podem faltar: o Menino Jesus, Maria, José, os anjos, a manjedoura, o burro, o boi, a Estrela de Belém e os Três Reis Magos (Gaspar, Baltazar e Melquior).

Na homenagem ao aniversariante, também não pode faltar criatividade. O jornalista Antônio Filho, por exemplo, montou seu presépio com peças de Playmobil - aqueles bonequinhos que fazem a alegria das crianças há duas gerações. Em 2010, a empresa responsável pela fabricação do brinquedo lançou sua primeira linha natalina. Mas, como bom colecionador, Antônio foi além. “Foram quatro anos de pesquisa na internet para comprar peças raras. No cenário, tenho raridades, como três camelos para os Reis Magos, já que nenhum kit vem com essa quantidade de camelos”, conta. Mais ou menos criativos, ricamente decorados ou bem simples, os presépios continuam encantando as pessoas.