Ajudando a salvar vidas

Canal Entretenimento

ONG ensina técnicas de saúde e apoio em situações de emergência

Se uma pessoa ao seu lado desmaiar ou começar a sufocar por causa de um engasgo, pode não sobreviver a tempo de ser socorrida por uma equipe médica. Neste caso, uma atitude rápida e correta de sua parte pode ser a diferença entre a vida e a morte. Para qualificar pessoas, ensinando-lhes técnicas de saúde e apoio em situações de emergência, surgiu em Campos a GRV - Suporte Emergencial Pré-Hospitalar Salvando Vidas, uma organização não governamental que busca difundir o conhecimento e o treinamento de emergência e urgência pré-hospitalar. “A população precisa estar treinada, pois a ambulância pode demorar”, observa o presidente da instituição, Emílio Nogueira Gomes Martins.

Tudo começou em 2011, com um grupo de amigos e profissionais de saúde interessados em promover ações solidárias. Em 2013, eles passaram uma semana no Espírito Santo, auxiliando nos trabalhos de busca, salvamento e distribuição de donativos à população atingida por uma enchente histórica. Há um ano, com a quantidade de trabalhos aumentando, eles fundaram a GRV, que colabora de forma voluntária em casos de acidentes e incidentes, atendimentos humanitários em situações de catástrofe e campanhas que promovam o bem-estar da comunidade. Os recursos para manutenção dos trabalhos são oriundos de treinamentos oferecidos pela ONG a empresas e instituições que podem pagar. Mas na maioria dos casos o trabalho é gratuito – incluindo palestras em escolas públicas. Os membros da Suporte Emergencial Pré-Hospitalar Salvando Vidas também dão apoio a instituições de saúde com a disponibilização de profissionais, sem nenhum custo, e desenvolvem o Projeto Socorrista da Alegria, no qual um grupo de voluntários se veste de palhaço e leva brincadeiras às crianças internadas em hospitais.