Pericoronarite

Canal Bem-estar
Fabiano Gomes
Fábio Cardoso Magalhães: a pericoronarite exige a avaliação de um dentista
Fábio Cardoso Magalhães: a pericoronarite exige a avaliação de um dentista

O nome é complicado, mas é simples evitar esta infecção que afeta os dentes

A pericoronarite é uma infecção dos tecidos moles ao redor da coroa do dente que não irrompeu completamente. Este problema é mais comum nos dentes do siso, e ocorre porque as bactérias da placa bacteriana e restos de comida acumulam-se na gengiva que cobre o dente que está chegando. Para identificar a patologia, o dentista observa algumas características, como alterações de cor, edemas localizados e sensibilidade ao toque. Entre as causas da pericoronarite estão traumas devido à ação do terceiro molar superior sobre o operáculo de terceiro molar inferior e retenção de alimentos entre o dente e o operáculo.

Nos casos mais leves, o tratamento pode ser feito com soluções irrigantes, como água oxigenada, clorexidina e analgésicos para atenuar a dor. Nos mais graves, a dor é intensa e pode chegar ao ouvido e à cabeça, causando febre, aumento de volume da face e dificuldade para abrir a boca. Em algumas situações, o paciente precisa ser hospitalizado.

De acordo com o dentista Fábio Cardoso Magalhães, especializado em dentística, prótese dental e cirurgia oral, muitas vezes a pessoa realiza o procedimento de urgência do siso e, por ter uma melhora nos sintomas, evita a extração do dente. Mas, como a pericoronarite é um problema cíclico, certamente a inflamação tornará a ocorrer se não o dente não for extraído. Em todas as situações, somente o dentista pode avaliar qual o procedimento necessário e indicar o tratamento adequado. A visita a um especialista o mais rápido possível é a melhor forma de evitar sintomas mais agudos e problemas maiores.

Contato: 99716-2472.