A vitória do bem

Canal Atualidade
A entrega do Prêmio Itaú-Unicef 2015 à Bem Faz Bem aconteceu em São Paulo
A entrega do Prêmio Itaú-Unicef 2015 à Bem Faz Bem aconteceu em São Paulo
A entrega do Prêmio Itaú-Unicef 2015 à Bem Faz Bem aconteceu em São Paulo

Associação que atende jovens de Campos ganha prêmio nacional Itaú-Unicef 2015

Dois anos de trabalho bastaram para que a Associação Bem Faz Bem mostrasse a que veio. Fundada no bairro de Goitacazes com o objetivo de promover a inclusão social através da educação, do esporte e das artes, a instituição campista conquistou o Prêmio Itaú-Unicef 2015, um dos mais importantes do país na área de educação. A Bem Faz Bem concorreu com o projeto “Aprender Faz Bem”, desenvolvido em parceria com a Escola Municipal Manoel Coelho, sagrando-se vencedor nacional na categoria microporte. Participaram 1.947 projetos de todo o Brasil. O reconhecimento rendeu uma premiação de R$ 125 mil.

“Mais que um prêmio em dinheiro, essa conquista representa um selo de qualidade. A instituição começa a ganhar mais visibilidade”, comemora o presidente da Bem Faz Bem, Erivelton Rangel de Almeida, feliz pelo reconhecimento por parte da Fundação Itaú Social e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Trata-se de um passo importante, já que a associação se mantém exclusivamente com o trabalho de voluntários. São as doações de amigos e associados que sustentam o cronograma de atividades, que inclui aulas de balé, capoeira, grafite, orientação escolar e oficina de linguagem, além de assistência médica.

A escolha por instalar sua sede própria em Goitacazes foi estratégica. Por falta de oportunidade, muitos jovens do bairro acabam sendo aliciados pelo tráfico de drogas. Com o surgimento da Bem Faz Bem, 150 crianças e adolescentes já são beneficiados pelas atividades oferecidas. A única condição é que estejam frequentando uma escola. Erivelton sonha em ampliar as atividades – já existem negociações para instalar um núcleo em Ururaí. O bem pede passagem.